top of page

Entendendo a Infertilidade Masculina: Causas e Soluções


Descubra como podemos ajudá-lo a superar desafios de fertilidade.


A infertilidade masculina afeta aproximadamente 60% dos casos de infertilidade conjugal. Conheça mais sobre suas causas, diagnóstico e opções de tratamento disponíveis para ajudar casais a alcançar seu sonho de ter filhos.

Alterações dos espermatozoides no espermograma

Causas da Infertilidade Masculina

  • Varicocele: A varicocele é uma condição em que as veias dentro do escroto se tornam dilatadas, similar às varizes que ocorrem nas pernas. Isso pode afetar a temperatura do escroto, potencialmente danificando ou reduzindo a produção de espermatozoides, impactando negativamente a fertilidade masculina.

  • Disfunções Hormonais: Hormônios regulam o processo de produção de espermatozoides nos testículos. Desbalanços hormonais, como a redução da testosterona ou desequilíbrios na secreção de hormônios pela glândula pituitária, podem prejudicar este processo e, consequentemente, a fertilidade.

  • Obstruções: Bloqueios nos ductos que transportam os espermatozoides, como o epidídimo ou o canal deferente, podem impedir a movimentação dos espermatozoides do testículo até a uretra. Essas obstruções podem ser causadas por infecções, cirurgias prévias, ou anormalidades congênitas.

  • Fatores Genéticos e Criptorquidia: Problemas genéticos podem levar à produção insuficiente ou à má qualidade dos espermatozoides. A criptorquidia, condição na qual um ou ambos os testículos não descem ao escroto durante o desenvolvimento fetal, também está associada a uma maior probabilidade de infertilidade masculina.


Diagnóstico e Recuperação de Espermatozoides

O diagnóstico de infertilidade masculina geralmente inicia com um exame físico que pode incluir o exame do escroto e testículos para detectar anormalidades como a varicocele ou criptorquidia. Exames complementares como ultrassom scrotal, análises hormonais e, em alguns casos, biópsias testiculares podem ser necessários para avaliar a qualidade e a produção de espermatozoides. Em situações de azoospermia, técnicas como a extração espermática diretamente do testículo (TESE) ou do epidídimo (MESA) são utilizadas para recuperar espermatozoides para uso em tratamentos de reprodução assistida.


Técnicas de Reprodução Assistida

Técnicas de reprodução assistida, como a inseminação artificial, fertilização in vitro (FIV) e injeção intracitoplasmática de espermatozoides (ICSI), são cruciais para casais enfrentando infertilidade masculina. A inseminação artificial é geralmente empregada em casos de menor complexidade, enquanto a FIV e a ICSI são indicadas em casos mais severos de infertilidade, com taxas de sucesso variando entre 25% a 50%, dependendo de fatores como a idade da parceira e a qualidade dos espermatozoides.


Educação e Prevenção

Para promover a saúde testicular e prevenir condições que podem levar à infertilidade, é essencial adotar um estilo de vida saudável que inclua uma dieta balanceada, exercícios regulares e evitar o consumo excessivo de álcool e tabaco. Além disso, é importante realizar o autoexame testicular regularmente, que pode ajudar na detecção precoce de anormalidades como nódulos ou alterações no tamanho dos testículos. Instruções detalhadas para realizar o autoexame devem ser providenciadas por profissionais de saúde durante consultas ou campanhas de conscientização sobre saúde masculina.



Pronto para dar o próximo passo? Agende sua consulta conosco hoje e comece sua jornada para a paternidade.



4 visualizações0 comentário

Commentaires


agendar.png
bottom of page